Esperança do Advento - Um Blog Cheio de Esperança

Esperança do Advento - Um Blog Cheio de Esperança

quarta-feira, 18 de janeiro de 2017

HUMILDADE

Depois de mim vem alguém que é mais importante do que eu, e eu não mereço a honra de me abaixar e desamarrar as correias das sandálias dele. Marcos 1:7
Atualmente, assistimos a uma onda avassaladora de autoexposição nas redes sociais. As pessoas andam narcisisticamente apaixonadas por si mesmas. Como a madrasta malvada de A Branca de Neve e os Sete Anões, milhares perguntam todos os dias: "Facebook, Facebook meu, existe alguém mais bonito, inteligente e espiritual do que eu?" Nada contra a selfie, mas a publicação exagerada desse tipo de imagem pode ser um sintoma grave de orgulho.
É possível que essa tendência de autoexposição seja para alguns a tentativa de publicar sua pretensa superioridade. Imagens em viagens luxuosas, com pessoas famosas, em hotéis e restaurantes caros compõem o cardápio da ostentação na internet. Alguns beiram o ridículo, ao postar fotos até do prato de comida. Ovo frito ninguém publica, mas refeição chique não pode ficar sem ser clicada e divulgada. Vaidade e orgulho.
C. S. Lewis disse: "O prazer do orgulho não está em se ter algo, mas somente em se ter mais que a pessoa do lado. [...] As pessoas são orgulhosas por serem mais ricas, mais inteligentes e mais bonitas que as outras." Orgulho é olhar para a vida e ver apenas um espelho. Talvez venha daí a volúpia das fotos com o celular na mão diante da própria imagem refletida, na súplica por curtidas e elogios.
No íntimo, o orgulho está ligado a seu originador, Satanás. Ele se sente tão apai­xonado por si mesmo que não consegue imaginar ninguém acima de si, nem mes­mo Deus. É mais ou menos assim também no ateísmo, pois quem nega a existência de um ser divino acha que a humanidade está no topo do universo.
Veja o contraste entre a atitude orgulhosa de Lúcifer e a humildade de João Batista. Enquanto o primeiro queria ser maior que Jesus, o segundo não se sentia digno de abaixar e "desamarrar as correias das sandálias" do Senhor.
A dependência total de Deus completa o quadro. Pessoas que se refugiam em Jesus não precisam do orgulho para ter a sensação de saciedade na vida. Agostinho pensava assim e disse: "Fizeste-nos, Senhor, para ti e nosso coração anda inquieto enquanto não descansar em ti."
Não se ache melhor do que ninguém, confie sempre em Deus. Fazendo isso, você estará livre do orgulho em todas as formas em que ele se manifesta.
Fonte: http://iasdcolonial.org.br/inspiracao-juvenil/mensal#18.html

HABITAREI EM TI

Sei que És grande em poder, que não cabes nem no céu
És o grande Deus EU SOU e eu sou pecador
Não sou digno de falar, nem sou digno de pedir
Mas te peço: Habita em mim, eu imploro!

segunda-feira, 16 de janeiro de 2017

EXTRATERRESTRE

Ele usava uma roupa feita de pelos de camelo e um cinto de couro e comia gafanhotos e mel do mato. Marcos 1:6
- Pessoal, está tudo certo para hoje? Vai ser demais nossa turma reunida assistindo àquele filme fantástico no cinema novo do shopping. Você vai, não é João?
- Com certeza não, turma.
- O quê?! Por que não?
- Entendo pela Bíblia que o cinema não é um bom lugar para um cristão estar. Além do que, os filmes que geralmente passam lá não são apropriados.
- Não acredito no que estou ouvindo! Pare com isso, João! Não podemos ir sem você.
Depois de usar todos os argumentos possíveis, e o grupo não aceitar, João, cheio de convicção, com um tom meio sinistro e olhos bem arregalados, pergunta, apontando para o horizonte:
Vocês querem saber mesmo por que não vou?
Fala logo!
Eu sou um ET! Isso mesmo, um extraterrestre. Não sou deste mundo. Por isso, não posso ir aonde vocês vão hoje.
Sem entender muita coisa e até com um pouco de medo, a turma resolve ir ao cinema sem João.
Você já se sentiu como um ET, trafegando com sua espaçonave na contramão das aerovias do mundo? Isso é ser cristão!
João Batista era assim. Você pode estar pensando agora: "Quer dizer que eu tenho que ser como ele? Mas onde vou conseguir roupas de pelo de camelo? Outra coisa: mel até que vai, mas gafanhoto nem pensar!" Calma! A questão é ser diferente do mundo. Isso significa seguir à risca o que a Bíblia ensina sobre como deve ser nosso pensamento e comportamento (Rm 12:2). É essa atitude que Deus espera de nós. Com a mente renovada pelo Espírito Santo, você saberá o que pensar sobre temas como namoro, sexualidade, família, comida, vestuário e outras coisas mais.
Não tenha medo de ser diferente, pois você será muito feliz seguindo o que Jesus lhe pede. É como disse C. S. Lewis certa vez: "Eu descobri em mim mesmo desejos os quais nada nesta Terra pode satisfazer. A única explicação lógica é que eu fui feito para outro mundo." Viu? Você não é daqui.
Fonte: http://iasdcolonial.org.br/inspiracao-juvenil/mensal#16.html

sábado, 14 de janeiro de 2017

FELIZ SÁBADO!

"Quanto mais o sangue de Cristo, que pelo Espírito eterno se ofereceu a si mesmo imaculado a Deus, purificará as vossas consciências das obras mortas, para servirdes ao Deus vivo?" Hebreus 9:14.

sexta-feira, 13 de janeiro de 2017

UM REFÚGIO CONTRA A TENTAÇÃO

De que maneira poderá o jovem guardar puro o seu caminho? Observando-o segundo a Tua palavra. Salmo 119:9
A Bíblia toda é uma revelação da glória de Deus em Cristo. Recebida, crida e obedecida, ela é o grande instrumento na transformação do caráter. É o grande estímulo, a força que vivifica a capacidade física, mental e espiritual, dando à existência a devida orientação.
O motivo por que os jovens, e mesmo os de idade madura, são tão facilmente induzidos à tentação e ao pecado é não estudarem a Palavra de Deus nem meditarem nela como devem. A falta de firme e decidida força de vontade que se mani­festa na vida e no caráter é o resultado da negligência às sagradas instruções da Palavra de Deus. Eles não dirigem, mediante diligente esforço, a mente àquilo que lhes inspiraria pensamentos puros, santos, desviando-a do que é impuro e falso. São poucos os que escolhem a melhor parte; que, assim como Maria, assentam-se aos pés de Jesus, a fim de aprender do divino Mestre. Poucos guardam as Suas palavras no coração e as praticam na vida.
Recebidas, as verdades bíblicas irão elevar a mente e a alma. Se a Palavra de Deus fosse apreciada como deveria ser, tanto os jovens como os idosos teriam retidão interior e firmeza de princípios que os habilitariam a resistir à tentação.
Ensinem e escrevam as preciosas coisas das Santas Escrituras. Sejam o pensamento, a capacidade e o profundo exercício do poder cerebral empregados no estudo dos pensamentos de Deus. Não estude a filosofia das conjecturas huma­nas, mas a dAquele que é a verdade. Nenhuma outra literatura pode se compa­rar, em valor, com a da Bíblia.
A mente terrena não encontra prazer na contemplação da Palavra de Deus; mas, para a que foi renovada pelo Espírito Santo, irradiam da página sagrada divina beleza e luz celestial. Aquilo que, para a mente terrena, era um deserto, à mente espiritual torna-se uma terra de correntes vivas.
O conhecimento de Deus segundo a revelação de Sua Palavra é o que deve ser dado a nossos filhos. Desde os primeiros lampejos da razão, eles devem ser postos em contato familiar com o nome e a vida de Jesus. As primeiras lições devem ensinar a eles que Deus é seu Pai (A Ciência do Bom Viver, p. 458-460).
Fonte: http://iasdcolonial.org.br/index.php/meditacao-diaria/mensal#13.html

quinta-feira, 12 de janeiro de 2017

ALARME FALSO

Tendo ouvido isso, alarmou-se o rei Herodes, e, com ele, toda a Jerusalém. Mateus 2:3, ARA
O alarme dispara. Acordo assustado, mas o relógio no celular marca 2h40 da ma­nhã. Ufa! Alarme falso. Restam mais três horas para dormir. Que beleza! Relaxo tanto que esqueço de ativar o alarme na hora certa e durmo cinco horas a mais. Lá se foi a prova no primeiro horário...
Essa situação ajuda a ilustrar um conceito perigoso: o alarmismo, que é a produ­ção de alertas falsos. Desinformação e precipitação são causas desse tipo de coisa.
"Alerta em Jerusalém! Três homens misteriosos anunciam o nascimento do Messias", poderia ter sido a manchete da Folha de Jerusalénaquele dia. É incrível como os magos do Oriente estavam informados com precisão sobre o nascimento de Jesus, enquanto o rei de Israel e o povo de Jerusalém foram completamente surpreendidos com essa informação. Esses homens eram estudiosos dos astros e viram uma estrela misteriosa. Por não entenderem a procedência dela, buscaram na Palavra de Deus o entendimento real daquele fenômeno. A estrela os encaminhou à Bíblia, e esta os levou a Jesus.
É possível que os alarmes falsos anteriores tenham tirado a atenção dos mo­radores de Jerusalém a respeito dos sinais da primeira vinda de Jesus de tal modo que eles não percebessem a estrela, um dos indicativos da primeira vinda de Jesus. A postura deles é bem parecida com a de alguns hoje em dia que, quando veem alguma catástrofe na TV ou ficam sabendo de alguma interpretação fantasiosa das profecias, resolvem se santificar porque "Jesus está voltando mesmo!". No entanto, depois que a notícia fica velha, voltam a se comportar do mesmo jeito que antes. Esse tipo de religião não dura porque se baseia só em emoção e em fatos extraordinários.
Interessante o que aconteceu com Herodes: ele ficou alarmado e queria encontrar Jesus. Boa coisa? Com certeza não! O rei não queria adorá-lo, mas matá-lo. Quem busca Jesus alarmado geralmente não quer adorá-lo. Como Herodes, muita gente "busca" a Jesus hoje não para "morrer", mas para "matar" o verdadeiro Cristo e continuar reinando no "trono" da vida. Por isso, se não quiser ser pego de surpresa na volta de Jesus, bus­que-o hoje pelo motivo certo, fique atento aos verdadeiros sinais que a Bíblia dá sobre seu retorno e se prepare para o encontro com ele. Trim! Trim! Trim! Mão no celular. São 5h40 da manhã. Que susto, foi só um sonho! Vou me arrumar. Estou pronto para a prova!
Fonte: http://iasdcolonial.org.br/inspiracao-juvenil/mensal#12.html

domingo, 8 de janeiro de 2017

GENTE


“A vida é igual em toda a parte e o que é necessário é a gente ser a gente”.


Clarice Lispector