Esperança do Advento - Um Blog Cheio de Esperança

Esperança do Advento - Um Blog Cheio de Esperança

quarta-feira, 18 de outubro de 2017

RETRATO FALADO

Ora, ao começarem estas coisas a suceder, exultai e erguei a vossa cabeça; porque a vossa redenção se aproxima. Lucas 21:28, ARA

Corrupção, exibicionismo, depravação sexual, pedofilia, aborto, terrorismo e muito mais. Monte o quebra-cabeça e você verá a terrível face da iniquidade. Esse horroroso retrato está estampado todos os dias nos meios de comunicação e reflete a degradação moral da sociedade atual.
Será que esse panorama tem alguma coisa a dizer sobre o fim do mundo? De acordo com a Bíblia, nos últimos dias, sobrevirão tempos difíceis, pois os homens serão egoístas, avarentos, jactanciosos, arrogantes, blasfemadores, desobedientes aos pais, ingratos, irreverentes, desafeiçoados, implacáveis, caluniadores, sem domínio de si, cruéis, inimigos do bem, traidores, atrevidos, enfatuados, mais amigos dos prazeres do que amigos de Deus” (2 Timóteo 3:1-4, ARA, itálico acrescentado).
Esse é o retrato profético que Paulo faz da condição moral da sociedade que viveria nos últimos dias. Será que podemos, sem alarmismos, afirmar que nossa geração cumpre perfeitamente a profecia bíblica?
As palavras que introduzem este texto soam como uma espécie de “tradução na linguagem de hoje” dos termos que o apóstolo usa para caracterizar a sociedade dos últimos dias. Isso significa dizer que a situação moral do mundo atualmente é uma evidência clara de que Jesus está muito próximo de voltar.
Mais do que pecados cometidos aqui e ali, estamos assistindo à institucionalização da iniquidade e ao estímulo de práticas pecaminosas por parte de governos e da mídia em geral. O mundo em que vivemos dá sinais evidentes de que a iniquidade chegou ao ponto máximo e reproduz o retrato horroroso de Satanás.
O povo de Deus tem o dever de estampar na face a imagem de Jesus. Com o reflexo de Cristo em nós, o novo mundo verá o que significam justiça, fraternidade, pureza e paz.
Quem age como reflexo de Jesus não vive alarmado, com medo, nem é pego de surpresa com a maldade cada vez maior do mundo. Em realidade, segundo o próprio Cristo, nossa postura diante desse quadro terrível deve ser outra. Ele disse: “Quando começarem a acontecer estas coisas, levantem-se e ergam a cabeça, porque estará próxima a redenção de vocês” (Lucas 21:28, NVI). Vem, Senhor Jesus!
Fonte: http://mais.cpb.com.br/meditacao/retrato-falado/

terça-feira, 17 de outubro de 2017

A CONDIÇÃO HUMANA - PROGRESSO?

Porquanto, tendo conhecido a Deus, não o glorificaram como Deus, nem lhe deram graças, antes em seus discursos se desvaneceram, e o seu coração insensato se obscureceu. Romanos 1:21

Na virada do século 20, as pessoas viviam com a ideia de que a humanidade estava se tornando melhor, que a moralidade aumentaria e que a ciência e a tecnologia ajudariam a inaugurar uma utopia. Acreditava-se que os seres humanos estivessem essencialmente no caminho da perfeição. Mediante o tipo certo de educação e treinamento moral, as pessoas pensavam que poderiam aperfeiçoar muito a si mesmas e a sociedade. Tudo isso deveria começar a acontecer em massa quando entrássemos no maravilhoso mundo novo do século 20.
Infelizmente, as coisas não aconteceram desse jeito, não é mesmo? O século 20 foi um dos mais violentos e bárbaros de toda a história, ironicamente, em grande parte graças aos avanços da ciência, o que tornou muito mais possível que as pessoas matassem outras numa escala com a qual os mais depravados loucos do passado só puderam sonhar.
Qual foi o problema?
Leia Romanos 1:22-32. De que maneira vemos as coisas que foram escritas no primeiro século se manifestando hoje no século 21?
A lista de pecados de Romanos 1:22-32 é um retrato fidedigno da atualidade.
Podemos necessitar de fé para acreditar em muitas coisas sobre o cristianismo, entre elas a ressurreição dos mortos, a segunda vinda de Jesus, um novo céu e uma nova Terra. Mas quem precisa de fé para crer no estado decaído da humanidade? Hoje, cada um de nós está vivendo as consequências dessa condição arruinada.
Concentre-se especificamente em Romanos 1:22, 23. Como vemos esse princípio sendo manifestado hoje? Ao rejeitar a Deus, o que os humanos em nosso século passaram a adorar e idolatrar? E, ao fazê-lo, como se tornaram tolos?

Fonte/Base: http://mais.cpb.com.br/licao/a-condicao-humana/

segunda-feira, 16 de outubro de 2017

TODOS PECARAM

Porque todos pecaram e destituídos estão da glória de Deus;
Romanos 3:23

Leia Romanos 3:23. Por que é tão fácil acreditar nessa mensagem hoje? Ao mesmo tempo, por que algumas pessoas questionam a veracidade desse texto?
Surpreendentemente, algumas pessoas realmente se opõem à ideia da pecaminosidade humana, argumentando que as pessoas são basicamente boas. O problema, no entanto, decorre da falta de compreensão sobre o que é a verdadeira bondade. Uma pessoa pode se comparar à outra e se sentir bem consigo mesma. Afinal, sempre podemos encontrar alguém pior do que nós mesmos. Mas isso dificilmente nos torna bons. Quando nos comparamos a Deus, à Sua santidade e justiça, nenhum de nós sai com outra coisa senão um sentimento avassalador de aversão e repugnância de nós mesmos.
Romanos 3:23 também fala sobre “a glória de Deus”. Essa expressão tem sido interpretada de várias maneiras. Talvez a interpretação mais simples seja atribuir-lhe o significado que ela possui em 1 Coríntios 11:7: o homem “é imagem e glória de Deus” (NVI). Em grego, em certo sentido, a palavra para “glória” pode ser considerada equivalente ao termo para “imagem”. O pecado tem desfigurado a imagem de Deus no homem. Os seres humanos pecadores estão longe de refletir a imagem ou a glória de Deus.
Leia Romanos 3:10-18. Alguma coisa mudou hoje? Qual dessas representações melhor descreve você, ou como você seria se não fosse por Cristo em sua vida?
Por pior que sejamos, nossa situação não é irremediável. O primeiro passo é reconhecer nossa total pecaminosidade e também nossa impotência para fazer qualquer coisa a respeito dessa situação. É obra do Espírito Santo produzir essa convicção. Se o pecador não resistir a Ele, o Espírito levará o pecador a arrancar a máscara da autodefesa, pretensão e justificação própria, e se lançar sobre Cristo, implorando Sua misericórdia: “Deus, tem misericórdia de mim, que sou pecador” (Lc 18:13, NVI).

Fonte: http://mais.cpb.com.br/licao/a-condicao-humana/

sexta-feira, 13 de outubro de 2017

MAIS SEMELHANTES A CRISTO

 E crescia Jesus em sabedoria, e em estatura, e em graça para com Deus e os homens. Lucas 2:52.

Jesus apreciava também o estudo das maravilhas de Deus no céu e na Terra. Nesse livro da Natureza admirava as plantas, os animais, o Sol e as estrelas. Dia após dia Ele os observava e deles procurava tirar lições, e também compreender a razão das coisas. Anjos do Céu O assistiam, ajudando-O a aprender dessas coisas acerca de Deus. Assim pois crescia Ele em estatura e força, e também em conhecimento e sabedoria. Todos os meninos podem adquirir conhecimento como Jesus o adquiriu. Devemos gastar o nosso tempo em aprender somente aquilo que é verdadeiro. Mentiras e fábulas, para nada aproveitam. Só a verdade é que tem real valor, e podemos aprendê-la da Palavra de Deus e das Suas obras. Estudando estas coisas, os anjos nos ajudarão a compreendê-las. Veremos a sabedoria e bondade de nosso Pai celestial. Nossa mente se fortalecerá, nosso coração se fará puro, e seremos mais semelhantes a Cristo”. (Vida de Jesus, Ellen G. White, p. 39, Casa Publicadora Brasileira, 1985)

quinta-feira, 12 de outubro de 2017

SIGAMOS O EXEMPLO DAS CRIANÇAS

Como crianças recém-nascidas desejai com ardor o leite espiritual que vos fará crescer para a salvação, se é que tendes saboreado quão suave é o Senhor. 
I Pedro 2:2 e 3


Neste momento os discípulos aproximaram-se de Jesus e perguntaram-lhe: Quem é o maior no Reino dos céus? Jesus chamou uma criancinha, colocou-a no meio deles e disse: Em verdade vos declaro: se não vos transformardes e vos tornardes como criancinhas, não entrareis no Reino dos céus. Aquele que se fizer humilde como esta criança será maior no Reino dos céus. E o que recebe em meu nome a um menino como este, é a mim que recebe. Mas, se alguém fizer cair em pecado um destes pequenos que creem em mim, melhor fora que lhe atassem ao pescoço a mó de um moinho e o lançassem no fundo do mar. Ai do mundo por causa dos escândalos! Eles são inevitáveis, mas ai do homem que os causa!
(Mateus 18:1-7).

quarta-feira, 11 de outubro de 2017

DÚVIDAS E INDAGAÇÕES

Jesus, porém, lhes falou logo, dizendo: Tende bom ânimo, sou Eu; não temais. Mateus 14:27.

Ao verem, porém, que as trevas se adensavam rapidamente, “entrando no barco, passaram o mar em direção a Cafarnaum”. Com o coração insatisfeito, deixaram a Jesus. … Murmuravam por não lhes haver sido permitido proclamá-Lo rei. Acusavam-se a si mesmos por se terem tão prontamente submetido às Suas ordens. …
A incredulidade se estava apoderando de seu espírito e coração. Cegava-os o amor da honra. … Não haveria Cristo nunca de afirmar Sua autoridade como rei? Por que não havia Ele, que possuía tal poder, de revelar-Se em Seu verdadeiro caráter e tornar-lhes a eles o caminho menos penoso? Por que não salvara João Batista de uma morte violenta? Assim raciocinavam os discípulos, até que trouxeram sobre si mesmos grande treva espiritual. Perguntavam: Poderia ser Jesus um impostor, como afirmavam os fariseus?
Os discípulos haviam testemunhado naquele dia as maravilhosas obras de Cristo. Dir-se-ia que o Céu baixara à Terra. A lembrança daquele dia precioso, glorioso, devera tê-los enchido de fé e esperança. Houvessem, da abundância de seu coração, estado a conversar entre si a respeito dessas coisas, e não teriam caído em tentação. … Tinham os pensamentos tempestuosos e desarrazoados, e o Senhor lhes deu alguma coisa mais para lhes afligir a alma e ocupar a mente. Deus assim faz muitas vezes, quando os homens criam preocupações e aflições para si mesmos. …
Violenta tempestade se viera imperceptivelmente aproximando deles, e não estavam preparados para ela. … Esqueceram o aborrecimento, a incredulidade e impaciência. Todos trabalharam para impedir que o barco fosse a pique. … Até a quarta vigília da noite, lutaram com os remos. Então, deram-se por perdidos. O mar, tempestuoso, imerso em trevas, fizera-os sentir seu desamparo, e anelavam a presença de seu Senhor.
Jesus não os esquecera. … No momento em que se julgavam perdidos, o clarão de um relâmpago revela-lhes um misterioso vulto que deles se aproxima, vindo sobre as águas. … Seu amado Mestre volve-Se, Sua voz acalma-lhes os temores: “Tende bom ânimo; sou Eu, não temais”. O Desejado de Todas as Nações, págs. 380 e 381.

Fonte: https://ligadonavideira.wordpress.com/2012/11/15/duvidas-e-indagacoes/

terça-feira, 10 de outubro de 2017

RECEBA

"Digo-lhes a verdade: Quem não receber o Reino de Deus como uma criança, nunca entrará nele." Lucas 18:17